NEGOCIAÇÕES DURAS NO MINISTÉRIO ENVERGONHAM SETOR GRÁFICO

Foram realizadas sete reuniões entre o Sindetelco/Fetese (frente sindical) e a Apigraf (frente patronal) mediadas pelo conciliador do ministério.

Após ano e meio de tentativas de acordo para aumento de salários e subsídio de alimentação, só existiram propostas da frente sindical para um possível acordo. A Apigraf limitou-se a rejeitar todas as propostas escudando-se sempre na Decisão Arbitral publicada no BTE n.º 40 de 29/10/2009.

Ano e meio depois, a Apigraf ainda não apresentou qualquer estudo sobre o setor gráfico, do qual sempre fez depender um novo plano de carreiras.

A Apigraf continua a não aceitar qualquer aumento no subsídio de alimentação apesar da insistência dos sindicatos e de 12 anos sem qualquer atualização.

A Apigraf não aceitou sequer negociar as tabelas de atualização do plano de carreiras da Decisão Arbitral.

O SINDETELCO e a FETESE conseguiram a custo, contra a vontade da Apigraf, uma reestruturação da tabela de remunerações de forma a acondicionar o salário mínimo mas sem retroatividade a 1 de Janeiro de 2020. Terá efeitos após a publicação do Acordo. Absolutamente lamentável.

Ler o comunicado na íntegra

Link permanente para este artigo: https://www.sindetelco.pt/comunicados/negociacoes-duras-no-ministerio-envergonham-setor-grafico/

%d bloggers like this: