REVISÃO SALARIAL NA ANACOM

O SINDETELCO procedeu à denúncia da Tabela Salarial e Matérias de Expressão Pecuniária. Consideramos essencial o retomar do normal processo de atualização da Tabela Salarial e de Matérias de Expressão Pecuniária do Acordo Coletivo de Regulamentação de Trabalho (ARCT) em vigor na ANACOM.

No longo período de ajustamento financeiro, entre 2011 e 2015, registou-se uma taxa de inflação média de 1,4%. As previsões económicas para 2017 apontam para uma subida média dos preços, estimando-se que a inflação para este ano se situará muito próxima dos 1,5%, se não superior, ou seja no valor mais alto desde 2013.

Estima-se, ainda, que no período decorrido entre os anos 2009 e 2016 os trabalhadores da ANACOM tenham perdido, em média, 20% do seu poder de compra, o que se revela, além de inaceitável, igualmente dramático tendo em conta a situações económica e financeira de muitas famílias. Chamamos à atenção que estas perdas não resultaram apenas dos cortes transvertidos em taxas que foram aplicados aos vencimentos dos trabalhadores da ANACOM.

Assim, no âmbito e para os efeitos do ponto 1 da cláusula 3ª do Acordo de Regulamentação Coletiva de Trabalho, o SINDETELCO decidiu apresentar à ANACOM uma proposta de atualização de 4,0% da Tabela Salarial e Matérias de Expressão Pecuniária.

Ler o comunicado na íntegra

Ler fundamentação económica