REUNIÃO COM O NOVO CEO DA MEO

Na reunião, a primeira preocupação do novo CEO foi tentar desmentir a existência de qualquer situação de instabilidade da Altice ou da PT Portugal.

Contrariando assim a própria posição de Patrick Drahi na comunicação que fez aos trabalhadores da nossa empresa, que embora desculpando-se com a “irracionalidade dos mercados” considerou ser necessária uma inversão de atitude do Grupo, concretamente no atendimento e satisfação dos clientes.

Numa atitude “agressiva” Alexandre Fonseca tentou responsabilizar essencialmente os Trabalhadores e as ERCT’s pelo sucesso da PT Portugal.

Alexandre Fonseca para além de não assumir qualquer compromisso com a mudança do tipo de gestão até aqui seguido, claramente denunciado pela própria ACT, acusando a Altice de humilhar os trabalhadores reiteradamente, confrontou os sindicatos com exigências de confiança na sua liderança e de lealdade enquanto CEO da PT Portugal.

Avançando com a ideia de que não estará disponível para todos aqueles trabalhadores ou sindicatos que não ajam dentro destes princípios, adiantando claramente que a PT Portugal não contará com aqueles que ousem discordar das opções e da gestão da Altice/Comité Executivo.

O Engº Alexandre Fonseca esqueceu-se que a confiança ganha-se com as ações praticadas e que a lealdade não pode pressupor qualquer atitude de subserviência dos trabalhadores ou silenciamento dos Sindicatos com aquilo que discordam.

Ler o comunicado na íntegra

Link permanente para este artigo: http://www.sindetelco.pt/comunicados/reuniao-com-o-novo-ceo-da-meo/

%d bloggers like this: